Com o intuito de chamar atenção da população sobre a segurança no trânsito, a Prefeitura do Recife, por meio da Autarquia de Trânsito de Transporte Urbano (CTTU), dá início à campanha do Maio Amarelo, um movimento internacional cujo tema, neste ano, é “No trânsito, o sentido é a vida”.

Para dar início à programação, a Trupe da CTTU realizou, nesta quinta-feira (2), uma ação educativa na rua João Fernandes Vieira, no bairro da Boa Vista, na área central do Recife. Durante o mês de maio, o Recife será palco para diversas ações educativas, realizadas pela Divisão de Educação e Relacionamento com o Cidadão.

Também está previsto o lançamento da Revista Coquetel com atividades de educação para o trânsito. Idealizada em parceria com a Divisão de Educação da CTTU, a revista contém atividades como caça-palavras, enigmas e cruzadinhas com temática relacionada à educação no trânsito, como travessia na faixa de pedestre, cuidados do motociclista, entre outros assuntos.

O material, com tiragem inicial com mais de 30.000 exemplares, é destinado a crianças e adolescentes do 1º ao 9º ano do ensino fundamental e será distribuído em dez escolas municipais. Além da entrega da Revista Coquetel, os estudantes da rede receberão oficinas de tecnologia voltadas para mobilidade e participarão de atividades lúdicas desenvolvidas pela Trupe da CTTU, que levará o debate sobre a conduta dos diferentes atores no trânsito como o ciclista, o pedestre e o motorista.

Abordagens para os condutores de veículos também estão previstas na programação do Maio Amarelo: equipes da CTTU realizarão, durante todo o mês, Blitze Educativas com agentes e orientadores de trânsito e a Trupe da CTTU. Serão trabalhados temas como a necessidade de respeitar o pedestre para garantir a segurança viária, principalmente nas travessias das vias. Além disso, a Autarquia também realizará uma série de intervenções viárias e novos serviços à população para os diversos públicos.

Francisco Irineu, coordenador do Programa Municipal de Educação para o Trânsito, destaca que iniciar o Maio Amarelo com uma atividade educativa é simbólico porque demonstra a preocupação em chamar atenção da população sobre o tema da campanha. “A política de trânsito deve se preocupar com a educação porque informa ao cidadão que um trânsito seguro é uma responsabilidade de todos. O respeito e o cuidado um com o outro é um dos principais fatores que vai garantir a segurança viária na nossa cidade”, destacou o coordenador.

Maio Amarelo
Trata-se de um movimento internacional com o objetivo de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. A ação é coordenada entre o poder público e a sociedade civil, com a intenção de colocar em pauta o tema segurança viária e mobilizar toda a sociedade.

A marca que simboliza o movimento, o laço na cor amarela, segue a mesma proposta de conscientização já idealizada e bem-sucedida, adotada pelos movimentos de conscientização no combate ao câncer de mama, ao de próstata e, até mesmo, às campanhas de conscientização contra o vírus HIV – a mais consolidada nacional e internacionalmente.

Portanto, a escolha proposital do laço amarelo tem como intenção principal colocar a necessidade da sociedade tratar os acidentes de trânsito como uma verdadeira epidemia e, consequentemente, acionar cada cidadão a adotar comportamento mais seguro e responsável.

Fonte: Folha PE

Foto: Daniel Tavares/PCR