No Brasil quatro em cada dez crianças estão vivendo em situação de pobreza. Muitas crianças são obrigadas a trabalhar, em 2016 o Brasil possuía uma meta para erradicar  as piores formas de trabalho infantil , infelizmente essa meta não foi  atingida. De acordo com a Organização  internacional do  trabalho mais de oitenta e cinco milhões  de crianças estão inseridas nesses casos. Só em Pernambuco 109 mil  crianças e adolescentes  estão em situação  de trabalho infantil. Ainda aqui em Pernambuco de 2007  a 2017 , duzentos acidentes fatais foram registrados em decorrência do trabalho infantil, são crianças que trabalham no corte da cana, descascando mandioca entre outros , essas crianças  estão sempre correndo o risco de acidentes graves. É válido ressaltar que a partir dos 14 anos a lei permite a atividade como trabalho aprendiz, mais respeitando  a legislação trabalhista e tendo a proteção legal, como falamos anteriormente  essas  crianças  estão expostas a todos os tipos de acidentes, conforme dados  do Ministério da saúde mostram que nos anos de 2007 a 2017 , 22.349 crianças e adolescentes sofreram  acidentes de trabalho nesse período  994 sofreram fraturas de punho , 542  tiveram amputação da mão entre outros tipos de acidentes.O mapa  do trabalho infantil tem por objetivo trazer uma contribuição para o enfrentamento  do problema da exploração  de crianças e adolescentes no Brasil. O Estatuto da Criança e do adolescente apresenta em seu artigo sétimo ” que todas as crianças e adolescentes têm direito  a vida  é a saúde mediante  a efetivação  de políticas sociais e públicas, por isso  para combater o trabalho infantil o Ministério do Desenvolvimento  Social tem implantado programas de erradicação ao trabalho infantil, mais esses programas ainda não  são suficientes, se faz necessário  medidas urgentes por parte do governo para combater o trabalho infantil.  

Por: Margarida Figueiredo

Foto: Divulgação