Por: Jadson d´Pádua

Nesta manhã de sábado (17/11), foi eleita – por aclamação-, a nova diretoria do Sindicato dos Escritores do DF (Sindescritores). Fundado em 1979 é o mais antigo do Brasil. O escritor e jornalista Marcos Linhares foi reconduzido à presidência da entidade, que na diretoria e nos  conselhos de Ética, Fiscal e Consultivo, conta também com Gilbson Alencar, Rodrigo Duhau, Paulo Souza, Raul Larrosa, Fernanda de Oliveira, Meireluce Fernandes, Verônica Vicenza, Arisson Tavares, Judivan Vieira, Daniel Deusdete, Cristiane Sobral, Gacy Simas, Augusto Niemar, Cácia Leal, Priscilla Castro, Tagore Alegria, Sandra Fayad, José Carlos Brito, Luciane Melo, Onã Silva, Astrogildo Miag, Zeze Maku, Ironita Mota, Cinthia Kriemler, Maria Lícia Moraes Braga e Ozaina Barros.

Dentre as propostas de trabalho, Linhares salienta a criação do Instituto Distrital do Livro, a inclusão de escritores regionais nos exames vestibulares,  a criação de uma inédita livraria colaborativa, a realização de 10 encontros nacionais de literatura, a criação do inédito espaço nacional de criação literária colaborativa na Biblioteca Maria da Conceição Moreira Salles e ações de apoio a unidades de internação, a bibliotecas públicas  e escolares e a programas literários em escolas rurais. 
 
“Sem contar  com a necessidade real de atrairmos mais e mais jovens para os programas literários. Precisamos urgentemente de renovação nas entidades literárias”, enfatiza o presidente da entidade. 
 
O Sindescritores integra a equipe de coordenação da Feira Internacional do Livro de Brasília e realiza a concorrida Maratona de Poesia (com 12 horas ininterruptas com poetas se revezando, com direito a participação espontânea do público). 

Em tempo, Linhares é autor de 12 livros e vencedor em 2016- em parceria com Marcelo Capucci-, do International Latino Book Awards, em Los Angeles (EUA), na categoria melhor livro infantil ilustrado com “Faço, Separo, Transformo”.
Crédito das fotos: Jani Rocha